06 3815 7977 info@liciaonodera.com

Foco na soluçãoAndré é diretor de produção de uma empresa de grande porte e detesta participar das reuniões da diretoria. Considera uma grande perda de tempo porque sempre acabam estendendo-se demais e muitas vezes não conseguem chegar a qualquer solução. Várias vezes, tiveram que agendar mais de uma reunião para tratar sobre o mesmo problema. Sente que os outros diretores também não gostam da forma como as reuniões são conduzidas: os problemas e suas causas são detalhados, culpados são procurados, pessoas são censuradas, mas os problemas não são solucionados. Os participantes se esquivam de participar inventando desculpas, muitos chegam atrasados e dão um jeito de sair antes do término. Durante a reunião é frequente a discussão e as pessoas ficarem na defensiva. Acabam estressados e frustrados, cada vez menos motivados a continuarem participando dessas reuniões.

Infelizmente, esse relato é bastante frequente em várias empresas dos mais diversos portes e seguimentos. As pessoas se esquivam de reuniões por considerarem-nas cansativas e improdutivas.

Soluções não são encontradas enquanto o foco está no problema. A energia acompanha o foco e se o seu foco está constantemente direcionado para o que está errado e o que não está funcionando, sua energia será desperdiçada. O problema e a solução encontram-se em níveis diferentes.

O lado positivo de qualquer situação deve ser ressaltado para que não ocorra um bloqueio na busca de soluções e alternativas. Exemplificando, se a sua equipe não conseguiu bater as metas estabelecidas pela empresa, ao invés de utilizar repreensão e indagações acerca do motivo e busca dos culpados, uma abordagem mais produtiva deve conter uma estratégia que vise o foco na solução. Perguntas úteis: O que queremos? O que poderemos fazer de diferente da próxima vez? Quais recursos já possuímos e quais serão necessários para o alcance das metas? Quem pode nos auxiliar? O que as equipes que conseguiram atingir a meta fizeram de diferente? Como podemos melhorar o nosso desempenho? O que precisamos acreditar para conseguir o nosso objetivo? Quem somos e quem seremos quando atingirmos a meta?

Foco na solução 2

Após averiguarmos quais seriam as melhores alternativas para André e a diretoria, durante um processo de coaching, estes estabeleceram a meta de passar a otimizar as reuniões, tornando-as mais agradáveis, concisas e efetivas. Ao implementar as ações por eles propostas, os diretores passaram de apáticos a interessados em participar, pois sabiam que suas sugestões seriam consideradas contribuições para a melhoria da empresa. Seguem as estratégias que a diretoria passou a adotar nas reuniões.
Etapas de uma reunião produtiva:

  1. Estabelecimento do foco – determinar qual é o assunto a ser solucionado;
  2. Considerar alternativas possíveis para a situação e escolher as melhores (aquelas que apresentarão melhores resultados);
  3. Estabelecimento do plano de ação para implementar a solução;
  4. Remover barreiras – levantar possibilidades e preparar-se para a superveniência de eventuais obstáculos;
  5. Revisão e fechamento.

Se você se interessou pelo assunto, assista a seguinte animação que fala sobre transformar problemas em soluções:

http://www.youtube.com/watch?v=JX2FnFUqLMo

Transcrição do vídeo em português - clique aqui para ler mais...

Transformando problemas em soluções

Se as pessoas fossem carros, solucionar os seus problemas seria fácil:

Verifique o motor, ache a causa do problema, troque a peça com problemas e siga em frente!

Mas as pessoas não são máquinas.

Focar nos problemas e suas causas, é uma ótima forma de consertar carros, mas não é de grande valia para ajudar pessoas a progredir

Vamos pegar Alex como exemplo.

Ele quer ser promovido para cargos de alta gerência, mas lhe falta confiança.

Algumas pessoas podem tentar ajudar Alex perguntando por que ele se sente dessa forma.

Talvez a resposta esteja no seu passado.

Alex: Quando eu era criança, um professor me humilhou em frente da minha classe.

Ou

Alex: As outras crianças tiravam sarro de mim.

Mas, concentrar-se na causa dos seus problemas acaba mergulhando Alex numa avalanche de lembranças dolorosas.

Ele sabe porque lhe falta confiança mas nada em sua vida modificou-se, ele ainda se sente da mesma forma.

Focar em problemas, o transforma num expert no que está errado.

Para se tornar um expert no que está certo, você tem que começar a pensar em soluções.

Uma pergunta que ajudaria Alex seria: vamos supor que algo tenha acontecido e você tivesse toda a confiança que precisa, o que você estaria fazendo de forma diferente?

Alex: eu teria coragem de ser honesto com minha equipe, teria coragem de dizer o que realmente penso em reuniões, eu estaria falando em palestras e gostando disso.

Agora que Alex tem uma imagem de como ele gostaria de ser, ele já possui uma direção para onde ir.

A nova forma de ver as coisas se chama foco nas soluções.

Ao invés de enfatizar o que está errado …

Mulher perguntando a Alex: por que você não atingiu a sua meta de venda do mês?

… a conversa da solução encoraja as pessoas a dizer o que está certo.

Alex dizendo a outro homem: parabéns por ter vendido 5 apólices de seguro no mês passado! Como você conseguiu? O que você fez?

As pessoas possuem todos os recursos de que necessitam para implementar soluções. Alguns desses recursos são internos, como experiências passadas. E outros são facilmente alcançáveis com o apoio de pessoas (Alex consultando uma coach). Tudo se resume em construir sucesso sobre o sucesso.

Se algo funciona, faça mais. O que não estiver dando certo, tente de uma outra forma!